terça-feira, 21 de junho de 2011

Das vezes em que eu não tomei os comprimidos!

imagem daqui
A coisa mais anormal (não exactamente a mais anormal, mas a que eu de facto não deveria ter feito) foi começar a fumar porque o rapaz de quem eu gosta também fumava...

É o amor não é só cego, é também parvo e otário!

Felizmente tive o discernimento de parar de fumar quando acabei com ele...

11 comentários:

Sloguótica disse...

Dizem que fumar faz mal mas nesse caso eu diria: namorar faz mal! : p

ASemNome disse...

Fizeste bem em deixar o vício antes que ele não te deixasse a ti :)
Beijinho*

Clëo disse...

Sloguótica: a mim fez, no que diz respeito a este facto!

ASemNome: Mesmo! :)

ASemNome disse...

Tomara eu fazer com que o meu pai largasse o maldito do cigarro -.- arff

Clëo disse...

ASemNome: agora há uns eléctricos. O efeito é o mesmo, mas sem poluir o interior! Informa-te e fala.lhe nisso!

Beatriz Araújo disse...

fizeste bem para.

Clëo disse...

Beatriz: fiz pois!

. Sofia . disse...

Credo! As coisas que uma pessoa faz. :|
Mas isso não faço por ninguém. Odeio!

Clëo disse...

Sofia: Eu era parva! :(

. Sofia . disse...

Não digas isso. Todas as pessoas fazem loucuras por amor, ora. :)

Clëo disse...

Sofia: É a parvoíce! xD

Top 10