quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Degustação Musical | Como o Macaco Gosta de Bananas




Clëo
Uma declaração de amor com bananas e macacos acho que é uma coisa de outro mundo. Principalmente quando, a certa altura, o senhor diz que a mulher é uma macaca, que o seu focinho não engana e que a cauda abana: se alguém me dissesse isso, o mais certo era levar um pontapé nas partes intimas!
Podemos perceber que o senhor é um tanto ou quanto convencido porque começa logo por dizer que a sua palmeira é muito porreira. Para além de, num ou outro verso, dizer que a mulher está caídinha por ele.
A meu ver isto não passa de um filme porno muito bem dissipado no meio de um romantismo muito machista: a senhora fica louquinha quando descasca a banana, ele esconde o cacho debaixo da cama e diz que comeu, comeu, comeu...
Existe também uma referência a essa grande palavra que é amok! Para quem não sabe, amok significa loucura, por assim dizer!


Rupert
José Cid é um baú de clássicos portugueses, mas de todas as músicas dele a que mais pode ter segundas interpretações é esta. Vá, esta é só segundas interpretações, porque quem faz analogia entre o amor entre duas pessoas e o amor entre um macaco e uma banana, não pode querer que não hajam segundas interpretações.
Começa logo com 'a minha palmeira', o que quererá o senhor dizer com a minha palmeira é porreira e tal? Menos Cid, muito menos! E depois trata a rapariga como uma macaca que abana a cauda e tal, epah não devemos tratar as mulheres como animais, elas merecem mais, no máximo animais que saibam cozinhar, isso assim já pode ser...
Pronto Cid, fizeste muito pela música portuguesa, mas a utilidade desta música é fazer o pessoal rir... E obrigado por isso... XD


Pansy*
Diga-se que o blog anda a descer de nível e portanto a degustação tem que acompanhar o nível! (e tinha que ser o Rupert a descer o nível)... Bem esta música é só bananas descascadas e caudas a abanar e tontinhas... Diga-se que esta música com uma boa dose de álcool, até se passam 4 bons minutos...
E para quem tem falta de originalidade também é uma boa declaração de amor (se fosse comigo levavam com uma banana pela cara, mas isso sou eu!)... Pronto, é uma pérola da musica portuguesa e que toda a gente conhece, sabe trautear e já dançou ao som disto.
Podia ser melhor e ser menos ordinária, mas não seria a mesma coisa... Se bem que a parte ordinária somos nós que a vemos, porque duvido que tenha sido essa a intenção do senhor! (Peço desculpa pelo tamanho do texto mas fomos ameaçados pela Clëo...)

2 comentários:

Soraia disse...

Opah eu gosto da música. É divertida xD

Olhem não sei se já vos disse mas mudei o link do meu blog, agora é
http://umsitiochamadocasa.blogspot.com/

Clëo disse...

Sorai:
sim, já tinhas dito!
Eu já lá fui... Só não comentei! :(

Top 10